Estratégias/Táticas - Art. 13

- Levantamento

- Levantamento por Toque de Bola Acima da Cabeça.

- De Frente para o Cortador - Local do Ataque (foto a seguir).

 

Mônica Rodrigues: levantamento de Frente para a Saída da Rede

 

Situação de jogo em que a recepção do saque é perfeita. O levantador desloca-se para a zona de levantamento e posiciona-se de frente para o local em que será realizado o ataque. É, de modo geral, um levantamento fácil de ser executado. Basta que o levantador posicione-se apropriadamente sob a bola e toque corretamente na bola. O Toque de Bola Acima da Cabeça é executado das seguintes maneiras:

- com os pés no chão;

- com o corpo em suspensão;

- com o corpo agachado.

 

Nota

O treinador deve fazer com que seus jogadores pratiquem - frequentemente- o toque de todas as maneiras. É muito importante que adquiram habilidade e autoconfiança inabaláveis, de maneira que, não receiem em levantar por meio do toque. Há muitos jogadores, inclusive de alta competitividade, que o fazem, sistemática e eficientemente, utilizando a manchete. Outros, certamente, por inabilidade e falta de autoconfiança. O que não deve ocorrer.

 

- De Costas para o Cortador - Local de Ataque (foto a seguir).

 

Mônica Rodrigues, executando um levantamento de Costas para o Alvo.

 

É utilizado em algumas situações de jogo bem complexas, como por exemplo.

- Recepção do Saque é Perfeita, isto é na Zona de Levantamento (linha verde). O atacante (JA), por opção tática, em vez de atacar na extremidade da rede (seta tracejada em azul claro) ataca atrás do ponto em que o Levantador está posicionado para o levantamento (seta tracejada em azul mais escuro). Está demonstrado também o deslocamento do jogador-levantador (JL) e o ponto em que executa o levantamento. Diagrama a seguir.

 

 

- Recepção do Saque Imperfeita, em três casos.

1 - O jogador-levantador, já na zona de levantamento, desloca para o centro da quadra (seta tracejada em vermelho) e executa o toque de costas, perpendicularmente em relação a rede. No diagrama a seguir, estão destacadas as linhas do Jogador-Atacante (JA) e do Jogador-Levantador (JL) e a faixa com traços horizontais que delimitam o espaço em que a trajetória da bola tem que percorrer, após o levantamento; à esquerda da linha do atacante e/ou à direita da linha do levantador, não são bons levantamentos.

 

 

2 - O jogador-levantador, já na zona de levantamento, desloca para a metade da quadra em que estava posicionado para a recepção e executa o toque de costas, obliquamente em relação ao ponto em que a bola é atacada. No diagrama a seguir, o deslocamento do levantador (da zona de levantamento para o ponto em que a bola se encontra após a recepção imperfeita) está indicado pela seta tracejada em vermelho e a trajetória da bola pela tracejada em verde.

 

 

3 - O jogador-levantador (JL), deslocando-se para a zona de levantamento, é obrigado a estender o deslocamento para além da linha em que o companheiro realizou a recepção (seta tracejada em vermelho) e executa o toque de costas, entre o ponto do levantamento (PL) e a linha do atacante que recepcionou (tracejada em azul); à esquerda do jogador atacante (seta tracejada em verde), na entrada da rede; à direita do jogador atacante, na saída da rede.

 

 

O toque de costas com a recepção perfeita - por opção tática - é executado com elevada freqüência, sobretudo em jogos entre duplas femininas. Já com a recepção imperfeita, não é muito comum. Requer extraordinária habilidade. De modo geral, os jogadores preferem o levantamento com a manchete.

 

Os toques de costas são executados:

- com os pés no chão;

- em suspensão.

 

Nota

Nesta situação de jogo, raramente é utilizado o toque com o corpo agachado. Os jogadores preferem executar o levantamento com a manchete.

 

Cont. no art 14, com o Toque Lateral.

 

Home

Ir para Menu Vôlei de Quadra