Téc. Individual - Art. 04

- Toque de Bola Acima da Cabeça, para o Levantamento e para a Defesa.

- Para o Levantamento.

- Tipos e Maneiras de Execução.

- Lateral.

O Toque Lateral é utilizado, de modo geral, em duas situações de jogo bastante frequentes.

1 - em em bolas recepcionadas ou defendidas e sua trajetória, muito rápida, vai de encontro à rede (fig. A).

2 - em bolas recepcionadas ou defendidas imperfeitamente e o jogador-levantador, já na Zona de Levantamento, é obrigado a recuar, a fim de fazer o levantamento na direção da rede (fig B).

Nas figuras a seguir, pode-se perceber a diferença da proximidade da bola em relação à rede. Na da direita, a recepção em que a bola chega colada na rede. Na da esquerda, a recepção em que a bola não chega na Zona de Levantamento, isto é, cerca 3 metros da rede. Em ambos os casos, o toque lateral é uma alternativa a ser utilizada:

- no primeiro caso (a bola colada na rede), o jogador já na rede pode executar o levantamento voltado de costas ou de frente para a mesma.

- no segundo, provavelmente o toque será com o corpo voltado lateral e obliquamente em relação ao alvo.

 

 

 

 

Na primeira situação (A), o jogador está se deslocando para a Zona de Levantamento é obrigado a realizar o levantamento por meio de um toque lateral, com o corpo rigorosamente de frente para a rede e lateralmente em relação ao ponto em que a bola vai ser levantada, tanto para a entrada quanto para a saída da rede (figura da esquerda. a seguir).

 

 

 

 

Neste caso o levantador tem que se posicionar - rigorosamente - de frente para à rede, com o tronco paralelo em relação à mesma, e executar o toque, observando dois fatores:

- para a entrada da rede, o apoio do pé/perna esquerda propiciará maior facilidade para o levantamento;

- para a saída da rede, o apoio do pé/perna direita propiciará maior facilidade para o levantamento.

 

Nota

A colocação do pé/perna para o apoio, no momento do levantamento é muito importante. Muitos jogadores não se dão conta deste detalhe e conseguem executar o levantamento apoiando o pé/perna contrária. Ainda assim, conseguem realizar levantamentos perfeitos.

Na segunda (B), o jogador, já na Zona de Levantamento, é obrigado a se deslocar para o local em que a bola está e, por opção, executar o levantamento com um toque lateral, em relação à rede ou ao ponto em que endereçará a mesma (figura direita, anterior).

Neste caso, o pé/perna de apoio para o levantamento será, desde que seja possível, o que está mais próximo da rede ou ao ponto em que a bola será levantada. A trajetória da bola é oblíqua em relação à rede e/ou ao ponto em que a bola será levantada.

O posicionamento do corpo é semelhante aos toques de frente e de costas, com uma diferença: o jogador deve colocar-se com os ombros ou as costas paralelamente em relação à rede, no caso da bola colada na rede; oblíqua em relação ao ponto em que a bola será levantada, no caso do levantamento em que a bola está fora da rede.

 

Nota

É uma habilidade importante a ser adquirida, uma vez que, nesta situação de jogo é comum observar-se os jogadores executarem o levantamento de manchete ou tentar levantar, na bola colada na rede, com o toque de frente e encostar na rede.

 

Cont. no art. 05 com Toque em Suspensão

 

Home

Ir para Menu Vôlei de Quadra

  Ir para Menu Estratégias/Táticas DO Sistema Ofensivo - Vôlei de Praia  
 

Ir para Menu Estratégias/Táticas do Sistema Defensivo - Vôlei de Praia

Ir para Menu Vôlei de Praia