Técnica Individual - Art. 05

- Manchete para o Levantamento.

 

É muito utilizada no vôlei de praia. Antes de entrar no assunto, vale fazer uma comparação com o vôlei de quadra. Neste último, no Levantamento é fundamental a velocidade da trajetória da bola (requerida em grande número de ações ofensivas, na quadra). No de praia, a velocidade não é o mais importante. A precisão é o que mais conta.

As arbitragens são rigorosas na interpretação do toque acima da cabeça, para o levantamento no vôlei de praia. Não admitem qualquer imperfeição. Ao longo do tempo os jogadores passaram a se valerem de um artifício, a fim de se adequarem a esse rigor. Acomodam a bola nas mãos e a empurram para o ponto do ataque. Só que começaram a abusar. Estavam executando o toque em dois tempos; num a bola era acomodada, no outro era, praticamente, empurrada. Passaram a punir de tal maneira que o toque foi quase que descartado como meio de levantamento. Cada vez mais a manchete é utilizada como o fundamento do levantamento.

 

- Tipos e Maneiras mais Utilizadas.

 

- Com os Pés no Chão:  - de frente;
  - de costas;
  - lateral.
   
- Com o Corpo em Suspensão: - de frente;
  - de costas;
  - lateral.
   
- Com o Corpo Agachado: - de frente;
  - de costas;
  - lateral.

 

Nota

A Manchete com Corpo em Suspensão é pouco utilizada para o levantamento, no vôlei de praia. De modo geral, apenas em bola que se afastam do perímetro da quadra.

 

                                                                                          

- Execução Passo a Passo de todos os Tipos e Maneiras.

 

- Com os Pés no Chão, de Frente.

 

Partido de uma Postura de Expectativa, na recepção do saque, o jogador-levantador (JL):

- desloca para o ponto do levantamento (PL);

- posiciona-se de frente para o ponto do ataque (PA).

 

- No Momento que Precede a Execução:

 

- pés - paralelos, um dos quais ligeiramente a frente;

- pernas - afastadas (distância semelhante à largura dos ombros) e semi-flexionadas;

- tronco - ligeiramente semi-flexionados;

- braços - estendidos e unidos pelas mãos;

- mãos - em supinação - dedos unidos formando uma concha/cuia.

 

- No Momento da Execução (Levantamento) .

 

- estende as pernas (sem perda do afastamento das mesmas);

- toca a bola com os braços absolutamente estendidos e com movimento curto e suave de elevação dos mesmos.

 

- Posicionamento em Relação à Bola.

 

De modo geral, o jogador-levantador (JL) quase sempre executa o levantamento após um deslocamento com grande velocidade. Ao final do mesmo, deve posicionar-se adequadamente em relação à bola, a fim de fazer o levantamento. Os deslocamentos mais comuns.

 

1 - Do Posicionamento de Recepção para a Zona de Levantamento.

 

JL desloca, com velocidade, do ponto em que se posiciona para recepção do saque (PR) para a zona de levantamento e, na medida do possível, coloca-se de frente para o ponto de ataque. Neste momento, deve apoiar uma das pernas:

- levantamento para a entrada da rede, perna direita mais a frente;

- levantamento para a saída da rede, perna esquerda mais a frente;

O procedimento tem em vista conter a velocidade imprimida no deslocamento e, consequentemente, o movimento do corpo em direção à rede. A inversão do apoio das pernas pode resultar em imprecisão do levantamento. Como o movimento do corpo é em direção rede, a tendência natural é que a bola chegue à rede muito "grudada" ou até que passe para o outro lado.

Na representação gráfica a seguir, os retângulos, em laranja e amarelo, significam o posicionamento das pernas. As setas tracejadas, o deslocamento de JL, dos dois pontos de posicionamento para a recepção do saque.

 

 

 

2. Da Zona de Levantamento ou Posicionamento de Bloqueio para o Fundo da Quadra.

 

O jogador-levantador (JL) está se deslocando zona de levantamento (ou já na mesma) e é obrigado deslocar-se para o fundo da quadra e executar o levantamento, de modo geral, oblíquo e/ou perpendicular em relação ao ponto do ataque. Passo a passo o procedimento é o seguinte:

a - ao final do deslocamento o JL apóia a perna direita, para o levantamento para a entrada da rede, ou a esquerda, para o levantamento para a saída da rede.

b - gira o corpo, sobre seu eixo longitudinal, a fim posicionar-se de frente para o PA, tendo como apoio a perna com que chega ao PL; direita para entrada, esquerda, para a saída;

b - no momento da execução, ele flexiona as duas pernas;

c - toca a bola com o movimento de elevação dos braços e imprime uma trajetória obliqua e/ou perpendicular, em relação ao ponto de ataque.

Na representação a seguir, uma tentativa para exemplificar o procedimento. O levantamento oblíquo em relação ao ponto do ataque. Os retângulos significam os pés de JL. Repare os pés de apoio e giro sobre a perna D, para entrada, e sobre perna E para a saída.

 

 

 

Nota

Quando JL não consegue realizar o giro, para se posicionar de frente, é melhor que utilize a manchete lateral (com o corpo virado para a direita/esquerda) ou ainda de costas. O exemplo na representação gráfica a seguir.

 

 

 

 


 

- Com os Pés no Chão, de Costas.

 

É utilizada em ocasiões em que a bola é defeituosamente recepcionada e/ou defendida. A execução é semelhante à manchete de frente. A diferença: é executada de costas para o PA, ou seja, sem a visão ideal.

 

- Posicionamento em Relação à Bola.

JL desloca do ponto de recepção para a Zona de Levantamento. De lá, é obrigado a se deslocar para ponto em que a bola - mal recepcionada e/ou defendida - se encontra. Por exemplo, no diagrama a seguir, no prolongamento da Zona de Levantamento. Ou seja, quase que paralelamente em relação à rede.

No momento do levantamento, o jogador tem que posicionar seu corpo (suas pernas) da maneira mais adequada.

- Bola na prolongamento da Zona de Levantamento (botões vermelhos), trajetória da bola paralela em relação à rede:

- levantamento da direita para a esquerda (botões vermelhos), perna esquerda a frente.

- levantamento da esquerda para a direita (botões vermelhos), perna direita a frente.

 

 

 

Na representação a seguir, o exemplo. A perna que apóia, D e/ou E, tem em vista impedir o movimento do corpo para a rede.

 

 

____________________

 

 

Bola no prolongamento do terço central da quadra (botões verdes), trajetória oblíqua em relação ao Ponto de Ataque:

- bola da metade direita da quadra para a entrada da rede, perna esquerda a frente;

- bola da metade esquerda da quadra para a saída da rede, perna direita a frente.

 

 

 

 

Na representação a seguir, a disposição dos pés, no levantamento para ambas as extremidades da rede.

 

 

____________________

Bola no prolongamento do terço final da quadra (botões azuis), trajetória praticamente perpendicular em relação ao Ponto de Ataque.

- bola da metade direita da quadra para a saída da rede, perna esquerda a frente;

- bola da metade esquerda da quadra para a entrada da rede, perna direita a frente;

 

 

 

Na representação a seguir, a disposição dos pés, no levantamento para uma e outra extremidade da rede.

 

 

 

Notas

- Muitos jogadores executam levantamentos sem observar os procedimentos mencionados acima. Possuem habilidade para imprimir efeitos à bola e, ainda assim, obterem bons aproveitamentos.

- Outra maneira de realizar levantamentos nessas circunstâncias é sem parar, isto é, com o corpo em movimento. Enfim, tudo é possível, desde que o produto final – o acerto – seja obtido.

 


 

- Manchete com os Pés no Chão, com o Corpo Agachado.

 

É outro tipo de manchete largamente utilizado. Como mencionado nos artigos que abordaram a Manchete para a Recepção do Saque, requer qualidades físicas específicas. Para o Levantamento, outras qualidades são essenciais. No decorrer da apresentação deste artigo, vamos focaliza-las de modo detalhado.

 

- Situações de jogo em que é Utilizada.

- Em bolas abaixo da linha da cintura, de modo geral, decorrentes de imprecisão na recepção do saque e/ou, defesas em que a altura da bola não possibilita o levantamento por meio do toque acima da cabeça ou por uma manchete normal.

- Em bolas que tocam na rede. É situação de jogo frequente em que o jogador-levantador deve se posicionar abaixo do bordo inferior da rede.

- Em bolas que, após serem recepcionadas ou defendidas, são levantadas com o atacante distante do ponto em que realiza a aproximação final para o ataque. No caso, é um modo de atrasar o levantamento a fim de proporcionar tempo, ao jogador-atacante, para fazer uma boa aproximação.

 

Manchete com o Corpo Agachado, de Frente.

O levantamento por meio da manchete com o corpo agachado é executado, quase sempre, após um deslocamento. Logo, o jogador-levantador (JL) se posiciona de Frente para o ponto do ataque. Passo a passo, a execução é feita da seguinte maneira:

 

Ao Final do Deslocamento:

- pernas paralelas, com uma na frente da outra;

- flexionas as duas pernas em ângulo menor do que 45 graus;

- os dois braços estendidos e unidos pelas mãos;

 

No Momento da Execução:

- realiza o movimento de elevação dos dois braços, de modo suave;

- toca a bola, mantendo as pernas com o mesmo afastamento e com o mesmo ângulo de flexão.

 

Na representação a seguir, dois exemplos de como as pernas devem ser posicionadas adequadamente para levantamentos de dois pontos da quadra. A bola próxima da rede; o jogador-levantador (JL) coloca a perna mais próxima à rede. A bola afastada da rede; o jogador toma como apoio a perna com que chega ao ponto do levantamento (PL).

 

 

 


 

Nota

No próximo artigo focalizaremos a Manchete para o Levantamento, como Corpo em Suspensão e com o Corpo Agachado. Como mencionado anteriormente, a Manchete em Suspensão é pouco ou nada utilizada. Com o Corpo Agachado, não, é essencial para diversas situações de jogo.

 

Continuação no arti. 06, com Manchete para o Levantamento, com o Corpo de Suspensão e com o Corpo Agachado

 

Home

Ir para Menu Vôlei de Quadra

  Ir para Menu Estratégias/Táticas DO Sistema Ofensivo - Vôlei de Praia  

 

Ir para Menu Estratégias/Táticas do Sistema Defensivo - Vôlei de Praia

Ir para Menu Vôlei de Praia