Técnica Individual - Artigo 22

Sequência de Exercícios No 2

Em continuidade ao Elementos relacionados ao Tempo no Bloqueio, mais a sequência. Nesta, vamos simulando a realidade cada vez mais.

Objetivos:

1 – Aperfeiçoar o movimento de invasão dos braços no sentido da bola de modo diminuir o espaço que o atacante tem para evitar o bloqueio;

2 – Aperfeiçoar a percepção da direção que o atacante adversário dá a bola.

Disposição dos Jogadores na quadra.

Dois a dois. Um posicionado para o bloqueio (JB). O outro, na quadra oposta, afastado cerca de quatro metros da rede (JA).

O JA alça a bola em direção a rede dá duas passadas e a ataca a cerca de meio metro da mesma.

O JB observa atentamente a movimentação de JA. No exato momento do ataque, salta e aproxima, o máximo possível, seus braços/mãos à bola.
O Treinador determina o número de ataque e/ou bloqueios de cada sequência e as trocas de funções. Quem bloqueia passa a atacar, quem ataca passa a bloquear.

Notas Importantes

- JA deve atacar reto, na direção do bloqueio, de modo JB poder praticar o exercício.

- A bola deve ser atacada a meio metro da rede. Caso a bola alçada chegue muito perto da rede (menos de meio metro), não atacar, pois há o risco de lesão de ambos.

- De acordo com a capacidade técnica de seus atletas, o treinador pode pedir que os mesmos variem a altura do lançamento da bola; ora mais alta ora mais baixa.

- Os iniciantes encontrarão dificuldade para alçar a bola, dar as duas passadas e atacar. Logo, recomendo que o Treinador ou um colaborador alce as bolas.

Ex. 07. Ataque reto.

Ex. 08. Mesma dinâmica. Agora, o ataque é direcionado - deliberadamente - à direita em relação a JB. Este, deve movimentar seus braços à esquerda, de maneira que sua mão esquerda fique à esquerda da bola. Vale repetir: no tempo exato.

Ex. 09. Mesma dinâmica. Ataque direcionado - deliberadamente - à esquerda. JB tem que movimentar seus braços à direita de modo que a mão direita fique à direita da bola; Um vez mais: no tempo exato.

Ex. 10. Mesma dinâmica. Neste, JA pode atacar à direita ou à esquerda - deliberadamente. JB tem que perceber a direção e movimentar seus braços de acordo.

Ex. 11. Mesma dinâmica. Agora JA ataca à direita ou à esquerda sem demonstrar deliberadamente como nos exercícios 08, 09 e 10. Deve optar pela direção no exato

momento do golpe. JB, como sempre, deve olhar a movimentação de JA e movimentar seus braços de acordo.

Nota
A movimentação tem que ser no tempo exato. Antes do tempo, o atacante percebe e ataca para o lado oposto; depois do tempo, dificulta interceptar a trajetória da bola. Mais do que importante: realizar o movimento de invasão no tempo exato.
A orientação do ataque deliberado tem vista praticar o ato de olhar fixamente o atacante.


- Sequência No 03

- Objetivos:

1 – aproximar, o máximo possível, à realidade das situações de jogo;

2 – familiarizar os jogadores com os pontos de ataque na rede (entrada, meio e saída).

- Disposição dos Jogadores na Quadra.

JB bloqueando na metade direita de sua meia quadra.

JB afastado cerca de quatro metros em relação à rede.

O Treinador ou um colaborador alçando bolas em diferentes alturas.

Ex. 12. O Treinador alça a bola na extremidade da rede (entrada da rede da quadra oposta). JA aguarda a saída da bola das mãos do Treinador, aproxima-se e ataca retilineamente, isto é sem evitar o bloqueio. JB observa atentamente toda a movimentação de JA e salta no momento adequado.
O Treinador, de acordo com a capacidade física de seus atletas, estabelece o número de bloqueios (certos) e promove trocas. Recomendo o máximo de quatro bloqueio; mais do que isso o jogador cansa e não aproveita a prática a contento.

Ex. 13. Mesma dinâmica. Agora JA ataca - deliberadamente - buscando a paralela. JB se posiciona rigorosamente à frente do corpo de JA e posiciona sua mão direita à direita da bola, com o movimento de invasão dos braços, e no tempo exato.

Ex. 14. Mesma dinâmica. JA ataca – deliberadamente - buscando a diagonal. JB se posiciona à frente do braço direito de JA, movimenta seus braços à esquerda, e no tempo adequado. Importante: no ataque que visam a diagonal JB não de virar as mãos na tentativa de impedir a passagem da bola; mantém-na rigorosamente de frente para a quadra oposta.

Nota


É muito comum, por extinto o bloqueador virar suas mãos no sentido oposto ao da bola. Não é certo. A bola bate e toma o sentido da linha lateral. O mais apropriado é manter as mãos de frente; no caso, a bola bate e cai em toda a área da quadra oposta.

Ex. 15. Mesma dinâmica. Neste JB ataca – deliberadamente – buscando a paralela e/ou a diagonal. JB tenta perceber a direção do ataque e posiciona seus braços de acordo, no momento exato.

Ex. 16. Mesma dinâmica. Agora JB ataca – aleatoriamente – buscando a paralela e/ou a diagonal. JB tenta perceber e posicionar seus braços e mão de acordo.

Ex. 17. Neste e nos próximos exercícios o Treinador alça a bola na extremidade da rede (saída da rede da quadra oposta). JA aguarda a saída da bola das mãos do Treinador, aproxima-se e ataca retilineamente, isto é sem evitar o bloqueio. JB observa atentamente toda a movimentação de JA e salta no momento adequado.

Ex. 18. Mesma dinâmica. O Ataque buscando – deliberadamente - a paralela. JB observa, se posiciona à frente do braço do de JA, salta no tempo apropriado e sua mão esquerda à esquerda da bola.

Ex. 19. Mesma dinâmica. JA ataca – deliberadamente buscando a diagonal. JB se coloca à frente do corpo de JA, observa sua movimentação, salta no tempo adequados e mantém sua mão de frente para a quadra oposta.

Ex. 20. Mesma dinâmica dos exercícios anteriores. JA ataca buscando – deliberadamente - a paralela e/ou a diagonal. JB observa, salta no tempo adequado, e posiciona seus braços e mãos de acordo coo a direção da trajetória da bola.

Ex. 21. Idem ex. 20, com uma diferença. JA ataca – aleatoriamente – buscando a paralela e/ou a diagonal. JB tenta perceber a direção da bola a fim de posicionar

seus braços e mãos de acordo com a mesma. Sempre, no momento exato.

Ex. 22. A partir deste e utilizando a mesma sequência dos exercícios anteriores. O Treinador alça as bolas no terço central da rede. JA aguarda a saída da bola das mãos do Treinador, aproxima-se e ataca retilineamente, isto é sem evitar o bloqueio. JB observa atentamente toda a movimentação de JA e salta no momento adequado.

Ex. 23. Idem ex. 22. JA ataca deliberadamente à direita. JB salta no tempo adequado e posiciona os braços e mãos (mão esquerda à esquerda da bola).

Ex. 24. Idem ex. 22. JA ataca deliberadamente à esquerda. JB salta no tempo adequado e posiciona os braços e mãos (mão direita à direita da bola).

Ex. 25. Mesma dinâmica dos exercícios anteriores. Neste JA ataca à direita e/ou à esquerda, de modo deliberados. JB salta no tempo adequado e posiciona os braços e mãos de acordo com a trajetória da bola. À direita, mão esquerda à esquerda da bola; à esquerda, mão direita à direita da bola.

Ex. 26. Mesma dinâmica. Agora JA ataca, aleatoriamente, à direita e/ou à esquerda. JB salta no tempo adequado, tenta perceber a direção e posiciona seus braços e mãos de acordo.


- Aspectos a serem Observados durante a Execução do Exercícios.

1 – A fim de obter máximo aproveitamento com os exercícios sugeridos nas duas sequências, é necessário reforçar a importância dos elementos de Tempo focalizados nos artigos anteriores. Ou seja.

1 - A decisão do Momento exato do Salto para o Bloqueio;

2 - A velocidade da execução da técnica do Bloqueio:

- do movimento de flexão-extensão das pernas;

- do movimento para o posicionamento dos braços sobre a rede.

- Movimento de Posicionamento dos Braços e das Mãos de acordo com a trajetória da bola.

2 – Utilizo repetitivamente o ataque deliberado. Retilíneo, à direita, à esquerda, ou para algum ponto da quadra, para a parelela, para a diagonal, etc. Sobretudo nos primeiros exercícios de determinada sequência. Faz parte da progressão, tendo em vista consolidar o procedimento de olhar fixamente para o atacante.

Considero extremamente importante o atleta olhar fixamente para o atacante adversário. De modo desvendar:

1 - sua aproximação final para o ataque;

2 - a qualidade do seu salto;

3 - os movimentos do seu tronco e dos seus braços.

Ao olhar exclusivamente para a bola impede o Bloqueador de contar com todos esses elementos que auxiliam nas suas decisões e, consequentemente, no seu rendimento.
No início da aprendizagem os atletas sentem dificuldade. Pouco a pouco entendem a importância, verificam a eficiência de procedimento, e passam a adotá-lo.

3 - Outro aspecto importante é o Treinador alinhar os procedimentos do bloqueador com o Sistema Defensivo. É comum, muito comum, mesmo, bloqueadores acharem que vão ganhar o jogo no bloqueio; é um equívoco. O bloqueio é parte do sistema. A eficiência do mesmo resulta da coordenação bloqueio-defesa.
Logo, o Treinador e os jogadores têm que ter em mente que a prática dos exercícios não é apenas um atividade técnica individual. Tem em vista:

1 - a aprendizagem/aperfeiçoamento da técnica individual;

2 - consolidar os procedimentos tático coletivos;

3 – proporcionar meio de desenvolvimento do discernimento tático individual.

Sobre este último, é essencial ao atleta a fim de que ele seja capaz de entender o jogo, identificar características e virtudes dos atacantes adversários e saber como proceder seja qual for a circunstância no decorrer de uma partida.
Por isso, alguns erros ocorrem durante a prática e devem ser corrigidos. Por exemplo:

- saltar atrasado ou adiantado;

- não completar a execução do bloqueio;

- salta sem equilíbrio;

- se jogar para os lados para tentar alcançar uma trajetória; atrapalha a ação do defensor;

- etc.

Continuação no Art. 23 com outra Sequência de Exercícios

 

Home

Ir para Menu Vôlei de Quadra