Técnica Individual - Art. 02

- Bloqueio - Fundamento

 

- Tipos de Bloqueio.

No Vôlei de Praia não há tantas alternativas de ataque. Um jogador levanta e outro ataca. Excluindo-se os ataques no segundo toque (de 2a), o local do ataque e o jogador que corta são absolutamente previsíveis, ou seja, a ação final assim o é. Considerando essa característica de ataque, são fatores essenciais para o bloqueio:

- qualidade física do bloqueador;

- a qualidade da execução do fundamento;

- a capacidade de tomar a decisão relativa ao tempo do bloqueio, isto é, o momento exato do salto.

 

O bloqueio é executado de duas maneiras:

- Ofensivo / Invadido,

- Defensivo / Percurso / Trajetória.

 

- Ofensivo / Invadido.

 

É executado por jogadores de grande estatura, grande envergadura e com capacidade de colocar grande parte dos dois braços do outro lado da rede. Diante de uma bola próxima do bordo superior da rede, o bloqueador espera o momento exato do ataque e, invadindo com os braços, visa a interceptaçåo da bola, diminuindo o ângulo que o cortador dispõe para desviar a bola do bloqueio.

Na figuras a seguir, um exemplo do bloqueio invadido. Repare a perfeita angulação dos braços em relação a rede.

 

Desenho de Eduardo Rodrigues

 

Nota

 

Vale lembrar a contração muscular no Ponto Morto da Impulsão.

 


 

- Defensivo/Percurso/Trajetória.

 

É o bloqueio que tem como objetivo interceptar as bolas dirigidas a determinada faixa da quadra. O bloqueador opta em proteger os ataques para a diagonal ou para a paralela, deixando a outra parte da quadra para o companheiro da defesa. No desenho a seguir, pode-se reparar que a angulação dos braços em relação a rede é diferente, comparada com a do bloqueio invadido. O atacante adversário, no caso, tem mais espaço para desviar a bola do bloqueio.

 

Desenho de Eduardo Rodrigues

 

Nota

 

O bloqueio ideal diminui ao máximo o espaço entre a bola e as mãos do bloqueador. Agora, muitos atletas não têm estatura e/ou impulsão, ou seja, alcance suficiente para conseguir colocar os braços do outro lado da rede. No caso, bloqueio não é invadido em virtude de uma limitação.

 

O sistema defensivo com o bloqueio defensivo tem que ser pensado com outros objetivos - nada impede que o mesmo seja eficiente, ou seja:

- ponto com o bloqueio (menor probabilidade);

- toque no bloqueio e contra-ataque;

- ocupação de espaço na rede, pelo bloqueio, tendo em vista dificultar a passagem da bola para determinados pontos da quadra.

 

Para esta última alternativa é essencial boa coordenação e excelente entrosamento entre o bloqueador e o defensor. No diagrama abaixo, dois exemplos. Com o ataque de J1 o bloqueador propõe-se a interceptar as bolas atacadas na paralela (faixa tracejada na quadra à esquerda). Com o ataque do J2 o bloqueador tenta interceptar as cortadas direcionadas para a diagonal (faixa tracejada na quadra à direita). Nas faixas não tracejadas o companheiro coloca-se a fim de tentar a defesa.

 

 

 

 

Cont. no art. 03, com Qualidades Essenciais para o Bloqueio; Grande Impulsão

 

Home

Ir para Menu Vôlei de Quadra

  Ir para Menu Estratégias/Táticas do Sistema Ofensivo - Vôlei de Praia  

 

Ir para Menu Estratégias/Táticas do Sistema Defensivo - Vôlei de Praia

Ir para Menu Vôlei de Praia