Téc. Individual - Art. 33

Elementos e Recursos Fundamentais para a Técnica Individual no Bloqueio - Parte I

- Fundamento - Bloqueio Parado.

- Exercícios para Aprendizagem.

- Seqüência de Exercícios 01 - Parte VI

- Sobre Plataforma, com Saltos Consecutivos.

- Objetivos dos Exercícios com Saltos Consecutivos.

- Desenvolver o equilíbrio do corpo no ar, sem alteração "na forma" do fundamento.

- Desenvolver qualidades físicas indispensáveis a um bloqueador, tais como resistência muscular, potência anaeróbica, resistência aeróbica, etc...

- Desenvolver a velocidade de execução do fundamento.

Exercício 10 - 02 saltos consecutivos, invadindo metade do antebraço para o lado oposto da rede. As impulsões serão obtidas com a flexão das pernas num ângulo entre 140/150º (os jogadores de menor estatura necessitam de ângulo maior). O ângulo dos braços, em relação à rede, deve ser entre 30/40º (os jogadores de menor estatura têm dificuldade de conseguir esta angulação). De um salto para o outro, o bloqueador, principalmente os mais altos, deve evitar abaixar totalmente os braços.

Exercício 11 - 02 saltos consecutivos, invadindo totalmente os ante-braços, ou mais, para o lado oposto da rede. A impulsão será obtida com a flexão das pernas num ângulo entre 50/70º (os jogadores de menor estatura necessitam de ângulo maior). O ângulo dos braços, em relação à rede, deve ser entre 60/70º (os jogadores de menor estatura têm dificuldade de conseguir esta angulação). De um salto para o outro, o bloqueador, principalmente os mais altos, deve evitar abaixar os braços (fig.3-10).

Exercício 12 - Idem 10, com 4 e 8 saltos consecutivos. É recomendável começar a progressão com 02 saltos consecutivos. Na proporção em que os jogadores forem ganhando equilíbrio, aumentar o número de saltos da série, gradativamente. Mais que 8‚ é desnecessário. Quanto maior for o número de saltos da série, mais será necessário equilíbrio e, em função do cansaço, o exercício vai requerendo maior concentração para uma perfeita execução.

Exercício 13 - Idem 12, com 4 e 8 saltos consecutivos. É recomendável começar a progressão com 02 saltos consecutivos. Na proporção em que os jogadores forem ganhando equilíbrio, aumentar o número de saltos da série, gradativamente. Mais que 8‚ é desnecessário. Quanto maior for o número de saltos da série, mais será necessário equilíbrio e, em função do cansaço, o exercício vai requerendo maior concentração para uma perfeita execução.

 

- Erros mais Freqüentes.

- Dificuldade de boa impulsão no segundo salto e/ou subseqüentes.

- Desequilíbrio do corpo no segundo salto e/ou subseqüentes, em função de incorreção no primeiro ou anterior. É importante a invasão dos braços e a contração da musculatura no ponto morto em todos os saltos e, muitas vezes, por pressa de terminar o exercício, isto não acontece.

- Queda com os pés desalinhados , provocando dificuldade no segundo salto e/ou subseqüentes.

- Perda do ângulo e espaço dos braços em relação à rede.

- Perda do afastamento ideal das mãos.

 

Cont. no art. 34. co outra Seqüência de Exercícios.

Voltar ao Menu Técnica Individual - Vôlei de Quadra