Téc. Individual - Art. 32

Elementos e Recursos Fundamentais para a Técnica Individual no Bloqueio - Parte I

- Fundamento - Bloqueio Parado.

- Exercícios para Aprendizagem.

- Seqüência de Exercícios 01 - Parte III

- Com um companheiro sobre uma mesa, segurando a bola 30 cm a direita/esquerda.

A referência ‚ a cabeça do bloqueador.

- Objetivos dos Exercícios.

- Desvinculação dos movimentos do corpo e dos braços.

- Manutenção do equilíbrio com a movimentação dos braços.

Exercício 05 - O bloqueador - rigorosamente à frente do corpo da pessoa que está segurando a bola - salta e, no ponto morto da impulsão, movimenta os dois braços à direita. O espaço entre as mãos tem que ser mantido.

Exercício 06 - Idem 05, com a movimentação dos braços à esquerda da bola.

Notas

- O treinador deve fazer com que seus jogadores executem este e todos os exercícios com graduação de saltos, como apresentado nos exercícios 01 e 02 da Seqüência 01 - Parte I (no artigo 31). O bloqueador tem que estar preparado para saltar de acordo com a convenência que as situações de jogo requerem. Mais tarde, no bloqueios da 1a. e 2a. bolas, enfim, das combinações de ataque, esta habilidade é fundamental.

- No treinamento para o Vôlei de Praia não é tão necessário. O ataque é sempre uma ação final e, quase sempre, os bloqueio são realizados com impulsão máxima.

 

Desenho de Eduardo Rodrigues

- Erros mais Freqüentes.

- Desequilíbrios para trás/frente e, sobretudo, para direita/esquerda.

- Perda do espaço entre as mãos.

- Virada das palmas das mãos para os lados.

- Mexida da cabeça para os lados.

- Mão na rede, na volta dos braços à posição fundamental.

 

- Seqüência de Exercícios 01 - Parte IV

- Com um companheiro sobre uma mesa, segurando 2 bolas, afastadas 30 cm.

- Objetivos dos Exercícios.

- Aumentar o tempo de permanência do corpo, em equilíbrio, no ponto morto da impulsão.

- Desvinculação dos movimentos do corpo e dos braços.

Exercício 07 - O bloqueador agora tocando com as duas mãos nas duas bolas, no ponto morto da impulsão. Na direita, na esquerda e vice-versa. (figura a seguir).

Desenho de Eduardo Rodrigues

- Erros mais Freqüentes.

- Devido à falta de sustentação, desequilíbrios para os lados e para frente, dificultando a queda em equilíbrio no mesmo lugar do salto.

- Mão na rede.

- No afã de recolher os braços, o bloqueador provoca o desequilíbrio para trás.

- Pela dificuldade imposta pelo exercício, há a tentativa de tocar apenas com u'a mão em cada bola, o que deve ser evitado por não se coadunar com o objetivo proposto. Há atletas que se utilizam da "artimanha", imperceptivelmente.

 

- Seqüência de Exercícios 01 - Parte V

- Com um companheiro sobre uma mesa, movendo a bola para direita-centro-esquerda.

- Objetivos dos Exercícios.

- Desenvolver a velocidade de percepção/salto.

- Desenvolver estas velocidades, sem perda de equilíbrio.

- Desvinculação dos movimentos do corpo e dos braços.

Exercícios 08. O companheiro move a bola para a direita ou a esquerda. O bloquedor, após a movimentação da bola, tocar nela com as duas mãos, o mais rápido possível. Na medida em que o fundamento for sendo assimilado, aumentar a rapidez na movimentação da bola; o que, conseqüentemente, exigirá maior velocidade de execução (figura a seguir).

Exercício 09 - Idem, com o companheiro movimentando a bola aleatoriamente, para a direita ou a esquerda. Aumentar a velocidade da mexida da bola, progressivamente.

 

- Erros mais Freqüentes.

- Mexida da cabeça para os lados.

- Perdas de equilíbrio para os lados.

- Perda do espaço entre o braço e o bordo da rede.

- Virada das palmas das mãos para os lados.

- Na ânsia de ser rápido, o bloqueador não invade com os braços e com angulação apropriadas.

- Mão na rede, na volta dos braços à posição fundamental.

Notas

- No jogo é comum, chega ser uma tendência, os jogadores juntares as duas mãos, no momento do impacto da bola. Com isso, ocuparem menor espaço com o bloqueio. Por esta razão costumo orientar os jogadores a colocarem a mão direita à direita da bola e a esquerda à esquerda da bola. Ou seja, no treinamento, os bloqueios são realizados com um afastamento um pouco maior que o recomendável.

- Um outro meio auxiliar para aperfeiçoar e condicionar o espaço entre as mãos é o de utilizar no treinamento um par de duas luvas (daquelas de lixeiro) com um tubo de plástico semiflexíveis na altura dos pulsos.

Cont. no art. 33, com outra Seqüência de Exercícios.

Voltar ao Menu Técnica Individual - Vôlei de Quadra