Téc. Individual - Art. 30

Elementos e Recursos Fundamentais para a Técnica Individual no Bloqueio - Parte I

- Fundamento - Bloqueio Parado.

 

- Decomposição do Fundamento.

- Postura Fundamental.

De pé, afastamento normal das pernas (20 cm), pernas estendidas, tronco ereto, braços pouco acima do prolongamento da linha dos ombros, ante-braços semi-flexionados e mãos naturalmente abertas. Resumindo, uma postura cômoda e relaxada (na figura a seguir, visão frontal e lateral).

Desenho de Eduardo Rodrigues

Nota

Há jogadores que, por estilo, adotam posturas com pernas flexionadas (como se estivessem preparados para saltar). Não é apropriado. Sabe-se que dificilmente o bloqueio será feito no local em que se está. Neste caso, o jogador ter que estender as pernas, deslocar-se e flexioná-las novamente (fig.3-01). 3.1.1.2

 

- No Momento do Salto.

1 - Pés com região plantar no solo. Pernas afastadas. Afastamento semelhante ao dos ombros.

2 - Pernas semi-flexionadas em ângulo, de acordo com o salto (aproximada - mente 90º na impulsão total e 150º na impulsão graduada).

3 - Tronco reto.

4 - Braços, para bolas altas ou finais, semi-flexionados no prolongamento dos ombros. Para bolas de 1o Tempo, estendidos (jogadores de baixa estatura devem flexionar os braços por precisarem do impulso destes).

5 - Mãos espalmadas, dedos abertos e os polegares afastados com espaço aproximado de 10 cm. Em algumas situações de jogo, como veremos adiante, esse espaço pode variar.

6 - Cabeça em posição normal.

7 - Olhos abertos.

Na figura a seguir, exemplo das duas angulações da perna. Na da esquerda, a flexão mais acentuada para o salto máximo; na da direita, para os saltos graduados - 1a. Bola - e rápidos.

Desenho de Eduardo Rodrigues

Nota

Alguns jogadores, sobretudo os de menor estatura, utilizam angulação mais acentuada. No Vôlei de Praia é muito comum jogadores fazerem até a flexão total das pernas. É justificável por ser uma acão individual - bloqueio simples -, ou seja, não têm ninguém do lado. No bloqueio duplo ou triplo - freqüente no vôlei de quadra - é necessário certa uniformidade na execução da técnica individual.

 

- No Ponto Morto da Impulsão.

1 - Pés, pernas e tronco absolutamente estendidos.

2 - Braços estendidos, formando com a rede um ângulo aproximado de 45o.

3 - Mãos espalmadas no prolongamento dos braços e dedos abertos.

Na figura a seguir, um estilização da ação. O no. 2, os dois tipos de flexão da perna.

Desenho de Eduardo Rodrigues

Nota

- É muito difícil para um treinador ensinar a maneira correta de execução do fundamento, que ocorre no Ponto Morto da Impulsão. Você pede que o jogador salte várias vezes, faz inúmeras correções, etc e, muitas vezes não consegue que o mesmo execute o fundamento com perfeição. São vários componentes físicos (mencionados nos itens Postura Fundamental, no Momento do Salto) e sensoriais que influem na mesma. Uma maneira simples e prática é colocar o atleta sobre uma cadeira, corrigir todos os componentes e dizer: é assim.

- No momento do ponto morto da impulsão, o corpo dever estar totalmente contraído para suportar o forte impacto da bola, sem desequilibrar-se.

Cont. no art. 31 com Exercícios de Aprendizagem.

Voltar ao Menu Técnica Individual - Vôlei de Quadra