Vôlei de Praia com o Vento Forte

Vôlei de Praia com Vento Forte - Levantamento

Recepção com Vento a Favor

O Levantamento é realizado em duas circunstâncias:

1 - No "Side-Out" (virada de bola);

2 - No Contra-Ataque.

Em ambas está diretamente relacionada à qualidade da Recepção, no "Side-Out") no controle da bola pelo jogador-defensor, JD. A fim de facilitar essas duas ações que o antecedem, alguns procedimentos táticos podem facilitar muito.

1 - A aproximação do jogador que recepciona ou defende e, consequentemente, ataca (Diag.1 e 2).:

a - ao ponto em que faz a aproximação para o ataque, em bola levantada na extremidade da rede;

b - ao ponto em que o jogador-levantador (JL) executa o levantamento (alternativa tática).

No dig. 1 o exemplo em que J2 recepciona o saque, se desloca com máxima velocidade para o ponto em que faz a Aproximação Final para o Ataque, em bola levantada na extremidade da rede.

No diag. 2 o exemplo da alternativa tática. J1 defende no terço final e central (sentido longitudinal) da quadra . Em vez de se deslocar para atacar na extremidade da rede, se aproxima em linha reta para o ponto em que o jogador-levantador (J2, saindo do bloqueio) se posiciona para o levantamento, e ataca no terço central da rede.

 

 

 

 

 

 

 

2 - Dar trajetória vertical ao Levantamento.

Quanto mais longa e mais longe for a trajetória da bola no levantamento maior será a influência da ação do vento. Logo, devem ser evitadas, tanto uma como a outra.

Na fig. 1 abaixo, as ações que vento pode (tende) a causar. Contra ele tira a bola da rede; a favor a bola passa para o espaço da quadra oposta.

 

 

 

Uma alternativa tática é a aproximação do jogador-atacante para o ponto em que o jogador-levantador se posiciona. A trajetória pode ser absolutamente vertical e mais baixa. Ou seja, sofre menos a influência da ação dos ventos, contra e a favor. Exemplo no diag. 2 acima

 

 

Procedimentos Técnicos também são fundamentais.

1 - A velocidade no deslocamento do jogador-levantador ao ponto em que executa o Levantamento, de maneira ser um ponto de referência ao jogador-atacante.

2 - Considerar a direção do vento, com vento a favor/vento contra, a fim de adotar procedimentos técnicos mais adequados.

3 - Velocidade de JA (jogador-atacante) no deslocamento do ponto em que realiza a recepção ou a defesa ao ponto em que realiza a aproximação final para o ataque.

4 - Velocidade de JL (jogador-levantador) para o ponto do levantamento e seu posicionamento (com as pernas) em relação ao final do deslocamento e a execução do levantamento.

Na representação a seguir o exemplo. Considerando o Vento a Favor. A tendência é que a ação do mesmo empurre a bola no sentido da quadra oposta.

À esquerda, o jogador-levantador (JL) se desloca para o Ponto do Levantamento (PL). Estanca a velocidade do seu corpo com a Perna Direita, e a utiliza como apoio para o levantamento; do PL para fora da rede.

À direita, o jogador-levantador (JL) se desloca para o Ponto do Levantamento (PL). Estanca a velocidade do seu corpo com a Perna Esquerda, e a utiliza como apoio para o levantamento; do PL para fora da rede.

Procedimento contrário, ou seja, Perna Esquerda para o levantamento na entrada da rede, e Direita para a saída da rede, pode significar:

- dificuldade de JL para estancar a velocidade do corpo em deslocamento;

- execução do levantamento com o apoio da perna contrária, o que pode resultar em trajetória no sentido da quadra oposta.

 

 

Obs: na imagem à esquerda, PD (perna direita) está grafado duas vezes. No PD que está embaixo, é PE (perna esquerda) em vez de PD.

 

Na representação a seguir o exemplo. Considerando o Levantamento com o Vento a Contra. A tendência é que a ação do mesmo traga a bola no sentido do terço central da própria quadra.

À esquerda, o jogador-levantador (JL) se desloca para o Ponto do Levantamento (PL). Tem que recuar, pois a bola não chegou ao ponto do levantamento ideal. Ele se desloca, gira tendo como apoio a PD (funciona como a ponta de um compasso). No giro a PE fica, automaticamente, à frente e é o apoio para execução do levantamento.

À direita, o jogador-levantador (JL) gira tomando como apoio a PE (funciona como a ponta de um compasso). No giro a PD fica, automaticamente, à frente e é o apoio para execução do levantamento.

 

 

 

 

Nota

Importante mencionar que alguns jogadores (principalmente da região nordeste do Brasil) com bastante familiaridade em jogos com vento forte, executam levantamentos como se não houvesse. Conseguem fazer certa compensação:

- Com Vento a Favor levantam a bola mais fora da rede de maneira que o vento a coloque no ponto ideal.

- Com o Vento Contra levantam a bola quase que no espaço aéreo da quadra oposta, de maneira que o vento a traga para o ponto ideal.

- Em ambas as circunstâncias têm a habilidade de colocar extraordinário efeito na execução da manchete e conseguem a precisão desejada.

É mais um motivo para a realização de treinamentos em dias em que venta forte. Estabelecer alternativas táticas, praticá-las à exaustão até que sejam assimiladas. Uma coisa é certa e inevitável: um dia vai haver jogo com vento forte.

 

Continuação com o Ataque com Vento Forte

Voltar ao Menu de Colunas

Início/Home